As prateleiras das perfumarias e farmácias estão repletas de tinturas para uso caseiro, mas nenhuma caixinha descreve os possíveis desastres que a coloração aplicada de forma inadequada pode causar. Se você prefere colorir o cabelo em casa mas o resultado sempre passa longe do desejado, leia as dicas abaixo:

– Comprar a tintura pela foto é o erro mais comum cometido pelas aspirantes a coloristas. O seu cabelo dificilmente ficará da mesma cor apresentada na embalagem do produto. Na grande maioria dos casos, o resultado da coloração funciona da seguinte forma: sua cor natural ou de fundo + cor da tinta que escolheu = cor final depois da coloração.

– Para não ter surpresas, faça um teste. Escolha uma cor e aplique só em uma mechinha bem escondida. Lave, seque e confira o resultado. Gostou? Então pode comprar outro produto igualzinho e aplicar no cabelo todo. Você vai gastar um pouco mais, contudo será poupada de surpresas desagradáveis.

– O tonalizante é mais suave do que a tintura. Geralmente, a fórmula não leva amônia, por isso é indicado para pessoas que têm muita sensibilidade aos agentes químicos. Mas, exatamente por ser mais fraco, ele dura menos – cerca de 20 lavagens. O tonalizante não é eficiente para cabelos muito brancos e nem clareia os fios. A tintura, por outro lado, é potente, porém mais agressiva também.

– Use tintura. O tonalizante não clareia os fios, e, se aplicado em tom muito claro, pode manchar o cabelo todo. Para quem deseja ficar loira, a recomendação é procurar um profissional. O clareamento ombré é uma opção sutil e elegante para suavizar a cor e ganhar luminosidade.

– A raiz um pouco mais oleosa protege o couro cabeludo. Além disso, a divisão das mechas é facilitada. Mas não é necessário estar com o cabelo sujo, apenas um pouco mais “pesado” que o natural.

– Divida e prenda o cabelo em quatro partes para facilitar o trabalho. Aplique a cor nas raízes, separando os cabelos em mechas finas. Em seguida, puxe a coloração para as pontas com a ajuda do bico do aplicador ou com um pente fino.

– Comece pela região onde há mais cabelos brancos, geralmente nas têmporas. Só puxe o produto para as pontas se a cor do comprimento estiver feia ou saturada. A aplicação de tinta em todo o cabelo deve ser feita, no máximo, três vezes ao ano.

– Apagar a coloração escura não é fácil. O procedimento necessário é o de decapagem, uma prática complexa que envolve água oxigenada, pó descolorante e pigmentos na medida. Quer um conselho? Procure um colorista profissional para isso.

E assim, você ficará expert em coloração caseira…