Sentar diante de um cabeleireiro e ver o profissional passando a tesoura nos seus cabelos é uma situação que provoca diversas sensações. A mais comum delas é a de que eles estão cortando mais do que você gostaria. O temor de que um estrago seja feito ataca até quem conhece bem o responsável pelas tesouradas.

Algumas pessoas sofrem bastante com a ida ao salão de beleza. Lamentamos informar, mas este é uma medo que todos têm de encarar, no mínimo, a cada três meses para manter a saúde e a beleza dos fios e combater as pontas duplas. Antes de se culpar, achando que você é a única responsável pelas condições nada saudáveis de seus cabelos, saiba que há fatores externos que turbinam o aparecimento dos problemas.

O desgaste natural dos fios, que provocam o surgimento das pontas duplas, podem ser causados pelo ar seco, sol, vento, calor, sal e poluição. Sem falar na falha em manter a hidratação em dia, o que minimizaria o dano. As pontas duplas são um “grito de pedido de socorro” dos seus cabelos.

É comum ignorar os primeiros sinais do inconveniente, que pode atingir todos os tipos de madeixas. Cabelos ressecados, sem vida, que embaraçam facilmente e com um aspecto de descuido são os primeiros sintomas. Fingir que nada acontece pode ser pior: se não cortar o mal pela raiz, as pontas duplas podem se multiplicar.

Então minha amiga, não tem jeito não: para eliminar as pontas duplas, somente cortando. E, para que o mal não comece novamente, é necessários hidratar muito bem as madeixas…

Só assim você combate as pontas duplas e terá cabelos lindos e saudávies…